Lucas do Rio Verde recebe mais 3,5 mil litros de oxigênio para pacientes com Covid

O Pronto Atendimento Municipal de Lucas do Rio Verde recebeu, na tarde desta terça-feira, mais 3,5 mil litros de oxigênio que garante o abastecimento da unidade, em média, até 30 dias, sem riscos de pacientes que estão diagnosticados com a Covid-19 e sendo mantidos sob tratamento na unidade ficaram desassistidos.

A secretária municipal de Saúde, Fernanda Ventura, explicou que “é um tanque que nos garante uma tranquilidade para suporte de oxigênio a paciente que necessitarem de internações ou de uso aqui no pronto atendimento. Até então, a gente trabalha com sistema de cilindro interligado a uma rede que fica ao lado. Nosso reservatório é de 40 metros de oxigênio. Com esse tanque a gente está aumentando para 3, 5 mil litros de estoque. Isso nos dá garantia de trabalhar com tranquilidade de 20 a 30 dias sem medo ou necessidade de repor. É um trabalho intenso da secretaria de Saúde. Estamos felizes com a efetivação desse trabalho”.

A secretária-adjunta de Saúde, Karina Xavier, expôs que “quando foi proposto a abertura dos leitos de enfermaria, identificamos que tínhamos estrutura física, recursos para atender os munícipes sem que precisassem se deslocar, mas tínhamos uma parte sensível que era a questão do oxigênio. A rede do Pronto Atendimento contava com uma estrutura manual de quatro cilindros e isso significava 40 metros cúbicos. Isso inviabilizava muito a questão da segurança técnica do fornecimento de oxigênio. Trabalhamos dias difíceis sem a garantia, tivemos que fazer várias viagens a Cuiabá para garantir o abastecimento. Diante da situação houve a necessidade de um tanque maior e com isso a segurança de poder ter pacientes internados”.

De acordo com o último boletim epidemiológico, no PAM há cinco pessoas internadas em enfermaria e mais 11 no Hospital São Lucas. 13 estão em UTI. Também há 144 pessoas diagnosticadas com a doença e 115 em isolamento. Lucas tem 177 mortes em decorrência da doença.