Empresários fazem manifesto em Lucas do Rio Verde cobrando flexibilização e ampliação do horário no comércio

Centenas de comerciantes e funcionários de diversos segmentos fizeram, há pouco, um manifesto em frente à prefeitura cobrando apoio do prefeito Miguel Vaz para buscar junto ao governo estadual flexibilizar alguns pontos do decreto estadual, que foi prorrogado até o próximo dia 4, que limita milhares de empresas a funcionarem até às 19h, para reduzir aglomerações e casos de Covid.

Os manifestantes foram recebidos pelo gestor municipal que decidiu fazer uma reunião na prefeitura com representantes e a presença de alguns vereadores também.

Ontem, lideranças políticas de Sinop e Sorriso buscaram apoio na Assembleia Legislativa para tentar junto ao governo estadual flexibilizar alguns pontos do decreto estadual. Eles se reuniram com o presidente, Max Russi, o líder do Governo, Dilmar Dal Bosco e demais parlamentares, o vice-presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), David Pintor e o prefeito de Tangará da Serra, Vander Masson.

O decreto do governo de Mato Grosso foi prorrogado na última segunda-feira e, agora, segue até o dia 4 do próximo mês, sendo mantidos toque de recolher das 21h até às 5h, com proibição de circulação de pessoas, comércio funcionando até às 19h, de segunda a sexta-feiras, dentre outras medidas que passaram a valer desde o último dia 3 e iriam até dia 18.

O decreto que permanece em vigência prevê que aos sábados e domingos, a proibição será após o meio-dia para a grande maioria das empresas, exceto farmácias, hotéis, segurança e vigilância privada, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências), indústrias, transporte de alimentos e grãos, e serviços de manutenção de atividades essenciais, como água, energia, telefone e coleta de lixo.

Supermercados continuam funcionado nos sábados das 5h às 19h. Aos domingos até o meio-dia. Os restaurantes, inclusive os localizados em shoppings, poderão atender nos sábados e domingos até às 14h.

O funcionamento de restaurantes e congêneres nas modalidades take-away e drive-thru somente até às 20h45. Nos horários permitidos, as atividades econômicas deverão respeitar as medidas de segurança, como o uso de máscara, distanciamento e limitação de 50% da capacidade máxima do local.

Eventos podem ocorrer dentro do horário permitido, respeitado o limite 30% da capacidade do local, e número máximo de 50 pessoas. Os serviços de entrega por delivery seguem autorizados até às 23h.

O transporte coletivo e aplicativos podem funcionar normalmente. Nos órgãos públicos estaduais, fica suspenso o atendimento presencial em todas as secretarias e órgãos do governo, com exceção das unidades finalísticas. Quanto a jornada de trabalho, cada secretaria/autarquia vai disciplinar medidas para redução do fluxo de pessoas.