Sete deputados de MT votam para arquivar investigação contra Temer

Publicado em 03 de agosto de 2017 às 08h:09

Sete deputados de Mato Grosso a votaram favoráveis ao arquivamento do pedido de investigação contra o presidente Michel Temer (PMDB). Apenas o deputado Ságuas Moraes (PT) foi contra o relatório da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), defendendo as investigações contra o presidente, o que pode culminar com seu afastamento do cargo.

Assim como na votação do impeachment da ex-presidente Dilma Roussef (PT), os deputados federais votaram de acordo com a bancada dos Estados. O primeiro a votar de Mato Grosso foi o deputado Adilton Sachetti (PSDB).

Ele defendeu o arquivamento do pedido de investigação para garantir o crescimento econômico do Brasil.  Os mesmos argumentos foram utilizados pelos deputados Carlos Bezerra (PMDB), Ezequiel Fonseca (PP) e Nilson Leitão.

O deputado Fábio Garcia (PSB) se limitou a dizer que votaria favorável ao relatório da CCJ. Já os deputados Victório Galli (PSC) e Rogério Silva (PMDB), que ocupa vaga de Valtenir Pereira (PSB), fizeram discursos acalorados.

Por último, Ságuas fez discurso pedindo a saída de Michel Temer (PMDB) da presidência da República. Ele destacou as denúncias de corrupção que embasaram a denúncia da Procuradoria Geral da República.