Esposa e amante são suspeitos de matarem soldado da PM em MT

Publicado em 05 de dezembro de 2017 às 10h:43

A esposa do soldado Moshe Dayan Simão Kaveski, assassinado na noite desta segunda (4), Deise Ribeiro de Oliveira, 23 anos, foi presa como suspeita de ter cometido o crime. Além dela, Valdeir Santana Francoso, 33 anos,  que seria amante dela, também foi levado para a delegacia.

O crime ocorreu no Distrito de União do Norte, em Peixoto de Azevedo. E as investigações ainda estão no início. Por isso, a Polícia Civil não divulgou os nomes dos dois suspeitos, que prestam depoimento na manhã de hoje ao delegado Israel Pirangi Santos.

Além disso, o rapaz, que seria o executor do crime, passa por exame residuográfico, que identificará se efetuou algum disparo.  Deise estava junto com a vítima no momento do crime e não foi atingida por nenhum dos disparos efetuados.

Moshe foi executado quando chegava em casa. O criminoso o abordou e disparou diversas vezes. Ele estava com a esposa, que presenciou toda a cena.

Bárbara Sá/RD News